Author: Bárbara

Tem um jantar daqui a duas horas e não preparou nada para levar? Esta Tarte de Framboesas é ideal para ti! Espreita já a receita! Aqui fica uma ideia de uma tarte crua vegan que está pronta em menos de uma hora! Pode prepará-la e quando se acabar de preparar a si, estará pronta! A receita é , como todas as minhas receitas, super simples. Os ingredientes necessários são: 200g de framboesas ( uso sempre as congeladas) Agar agar (O meu é do Celeiro) 15 Tâmaras 3 colheres de sopa de farinha de coco 1 chávena e meia de flocos de aveia Comecei por fazer a base, triturando as tâmaras (adiciono sempre duas colheres de sopa de água para facilitar o processo), juntando a farinha de coco e os flocos de aveia até obter uma mistura seca mas suficientemente pastosa de forma a dar para moldar. Depois coloquei a base numa forma circular com papel vegetal para retirar facilmente. Para o recheio de framboesas, coloquei 1 chávena de água ao lume e quando esta já estava a ferver adicionei 1 colher de sobremesa de Agar agar. Deixei dissolver e juntei as framboesas. Deixei mais um pouco ao lume, sempre a mexer, cerca de 2 minutos. Coloquei por cima da base e levei ao frigorífico cerca de 40 minutos. O Agar agar é um substituto óptimo da gelatina animal e gelifica muito mais facilmente que as gelatinas comuns. Não deixa qualquer sabor, por isso é perfeito, mas também podes fazer com gelatina. Espero que experimentes e partilhes comigo! E se gostaste desta receita, experimenta também os meus Brigadeiros Saudáveis.

Vamos a uma receita simples, saborosa e super nutritiva? Guarda já estas bolachas proteicas de feijão! Muitas vezes, enquanto nutricionista, oiço pessoas a dizer que à noite não costumam comer muito, que ficam por uma sopa e que não consomem grandes quantidades de alimentos. Para quem está a tentar perder peso, isto pode ter algum sentido, no entanto ATENÇÃO, porque não faz sentido para toda a gente. O que faz bem para uns, não significa que faça bem a outros. Principalmente quem faz desporto e tem uma vida mais ativa! Hoje, trago-vos esta sugestão de bolachinhas proteicas que podem juntar à vossa sopa e manter um jantar soft. Então, os ingredientes necessários são: 1/2 cebola 1 ovo 1 chávena de floco de aveia finos 1/2 lata de feijão frade 1 lata de atum Pimenta e Sal q.b. Comece por demolhar os flocos de aveia em água, deixando-os cobertos. Enquanto isso, pique a cebola, triture com o feijão e atum juntos e bata o ovo. Coloque o forno a pré-aquecer a 180º. Depois de deixar os flocos de aveia a demolhar cerca de 10 minutos, escorra a água e junte todos os ingredientes envolvendo-os até obter uma pasta homogénea. Tempere com o sal e pimenta que deseja. Com as mãos, faça pequenas bolas e molde consoante a forma que quiser, coloque em papel vegetal ou papel de alumínio (coloquei um pouco de farinha para não colar) e leve ao forno durante cerca de 30 minutos, em 180º. Uma vez que esta questão do tempo e temperatura varia de forno para forno, aconselho a ir espreitando. Faça, experimente e partilhe comigo!! Se gostaste desta receita, experimenta também a minha Pizza Vegan Sem Glúten.  

Que melhor há para recuperar energias para uma semana do que um lanchinho de amigas a um Domingo à tarde acompanhado por um Bolo de Maçã e Canela Saudável? Este Domingo, recebi as minhas amigas cá em casa para um chá e para acompanhar, fiz um bolo de maçã e canela sem açúcares adicionados. Ingredientes: 2 maçãs médias cozidas; 100 g de tâmaras;2 colheres de sopa de xilitol (pode usar stevia); 2 colheres de sopa de canela; 400 g de Aveia; 2 ovos; 200 ml de leite sem lactose; 1 colher de sopa de óleo de coco; Cobertura: 2 maçãs cortadas aos pedações; 1 colher de sopa de óleo de coco; 100g de flocos de aveia; 1 colher de sopa de canela;   Procedimento:   Comece por cozer as mação aos pedaços, colocar as tâmaras a hidratar (cubra com água) e pré-aqueça o forno a 180º. Num processador triture as maçãs já cozidas juntamente com as tâmaras e com metade da água com que as cobriu para hidratar e adicione à pasta o xilitol e a canela. Num recipiente à parte bata os ovos, junte a farinha e o leite e por fim a pasta de maça. Leve ao forno num tabuleiro rectangular por cerca de 30 minutos a 180º. Enquanto isso, corte em pedaços pequenos duas maçãs e coloque num frigideira com o óleo de coco, a canela e os flocos de aveia até as maçãs ficarem douradas. Retire o bolo do forno e faça pequenos furos com um garfo antes de verter a cobertura. Deixe arrefecer antes de cortar em pequenos quadrados. A casa ainda cheira a bolo de maçã e canela. Experimentem e partilhem!!! Se gostaste desta receita, experimenta também a minha tartelete de alfarroba!    

Será que o Sushi é Saudável? Ou será que o conceito de "saudável" está a ser confundido pela população no geral? Vamos falar sobre isto? Lê o artigo e vê as dicas que tenho para quem vai ao sushi. Sendo eu defensora de um estilo de vida saudável, considero-me “contra” os famosos “dias de lixo”. Um equilíbrio consiste em comer aquilo que gostamos e nos faz bem nas quantidades certas e nos momentos certos. Não sou a favor de um dia da asneira porque isso irá querer dizer que nos outros dias estamos em “restrição” e não acho que isso seja bom, nem para o nosso corpo, nem para a nossa mente. Saudável é tudo o que está a ser feito com conta peso e medida nas alturas certas. Por pensar assim e por, nos planos alimentares que prescrevo, não colocar um “dia da asneira” umas das perguntas mais frequentes é “Então, e quando vou ao Sushi?”. Pode o Sushi fazer parte de um estilo de vida saudável? Pode o sushi fazer parte de um leque de refeições equilibradas? Claro que sim, mas será que o sushi como é hoje em dia consumido, é interessante para quem quer perder peso? O Sushi é um prato tradicional japonês feito com peixe cru, arroz avinagrado, normalmente enrolado em algas e por vezes combinado com vegetais ou fruta. A sua versão mais contemporânea e ocidental, acabou por levar a uma perda da verdadeira dinâmica do Sushi Oriental que na verdade era por si só um prato bastante rico nutricionalmente com alto valor proteico, baixo em gorduras saturadas e hidratos de carbono simples, uma vez que o arroz não era consumido. No entanto, hoje em dia para além de se consumir o arroz, são acrescentados vários ingredientes às peças de sushi que o levam a tornar-se mais calórico e menos interessante. Ficam assim, algumas dicas de como tornar a sua refeição de Sushi num momento prazeroso, mas ao mesmo tempo saudável: Não ir ao Sushi com fome ou com a ideia de “Vou comer até sair a rebolar”. – Esta ideia de “é só de vez em quando” está completamente errada. Vai fazer com que coma mais quantidade, mais rápido e não vai dar tempo ao seu organismo de o avisar de que já está satisfeito. Não vale a pena fazer uma alimentação saudável toda a semana e chegar ao fim-de-semana e estragar tudo com “uma refeição de asneira” pois

Adoras Pizza mas hoje estás num dia que não queres sair do regime? Que tal uma Pizza Vegan Sem Glúten? Ontem tive a honra de participar no Greenfest como Embaixadora e tendo o meu próprio momento de Showcooking, onde confecionei duas receitas: uma entrada que consistia em fazer rolinhos de pepino com pasta de grão e pasta de beterraba e uma sobremesa maravilhosa, uma mousse de chocolate de pera-abacate, banana e cacau! Assim sendo, durante a semana tive estes alimentos em minha casa em grandes quantidades para ir experimentando as receitas! Um destes dias cheguei a casa, e como tinha imensa pasta de beterraba no frigorífico, o que decidi fazer? Inventar! Juntei farinha de milho integral à pasta rosa, espalhei em papel vegetal e levei ao forno: Depois, fiz a minha própria polpa de tomate e juntei à massa daquilo que tinha decidido que seria uma "Pinky Pizza". Quando estava com uma consistência apetecível, retirei no forno e juntei brócolos que já tinha cozido, grão (que também tinha em grandes quantidades no frigorífico), rúcula e tomate. E assim surgiu a minha Pizza Vegan Sem Glúten, uma vez que não fiz uso de qualquer produto de origem animal! Apesar de ter decidido começar este blog, admito que tenho muito pouco jeito em seguir receitas porque acredito muito mais na INVEÇÃO e faço muita coisa "a olho", no entanto, e porque quero que vocês reproduzam a minha pizza que acho mesmo que ficou genial, passo-vos as quantidades daquilo que (acho que) usei: 1/2 beterraba 200 g de farinha de milho integral 1 tomate grande alho em pó órgãos 5 brócolos pequenos 3 colheres de sopa de grão rúcula e tomate cherry Receita: Cortar a beterraba crua em pedaços pequenos e triturar juntando um pouco de água até obter uma pasta. Juntar à pasta de beterraba a farinha e envolver. Espalhar em papel vegetal num tabuleiro e levar ao forno (pré aquecido a 180º) e deixar apenas a base por 15 min. Triturar o tomate com o alho em pó e os orégãos. Espalhar por cima da base e deixar mais 15 min. no forno. Retirar e juntar os restantes ingredientes. Como podem ver, sou a Rainha das receitas básicas e simples!! Espero que façam e partilhem comigo :)

Hoje venho falar sobre Alimentação Saudável e Sustentável e dar-te sete estratégias para que possas mudar alguns hábitos em prol da tua saúde e da saúde do ambiente. Quem me segue no Instagram, já deve ter ouvido falar do Greenfest, mas hoje venho partilhar com todos vocês o que é isto e o porquê de, ultimamente, ter feito publicidade a este evento. O Greenfest é o maior evento sobre Sustentabilidade que decorre em Portugal e distingue o que de melhor, no nosso país, se faz no âmbito da sustentabilidade, nas suas vertentes social, económica e ambiental. Enquanto jovem Nutricionista fui convidada para ser embaixadora deste evento que, este ano, vai ter lugar no Centro de Congressos do Estoril de 28 de Setembro a 01 de Outubro. Convite que aceitei com enorme prazer, visto que sou também defensora e promotora de um estilo de vida saudável que, assim acredito, deva englobar uma alimentação sustentável. Mas o que é isto de uma Alimentação Sustentável ( e Saudável) ? O conjunto de atividades industriais do processamento dos alimentos chama-se Indústria Alimentar. Esta, é tanto maior quanto maior a procura de alimentos da população. Uma vez que a população não pára de aumentar, a indústria alimentar tende a acompanhar este crescimento e a ser, também, cada vez maior. São dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) que em 2050, a população será superior a 9 biliões e, como tal, será necessário produzir mais 60% de alimentos daqueles que são já hoje produzidos. Há uma necessidade cada vez maior da intensificação da Indústria Alimentar, elevando assim, a produção agrícola e animal. Se por um lado, esta intensificação, nos garante o acesso à alimentação, por outro tem um impacto bastante negativo no nosso ambiente. Vários estudos têm vindo a mostrar a pegada ecológica, de água e carbono, que a grande produção industrial de alimentos tem vindo a ter no Planeta Terra, nomeadamente a produção de alimentos de origem animal, como a carne e os lacticínios, que requerem elevadas quantidades de água e emitem grandes quantidades de gases com efeito estufa. Quanto maior for o caminho dos alimentos até ao nosso prato, maior o impacto que se dá no meio ambiente, pelo que deve ser dada preferência o consumo de alimentos que chegam até nós através de cadeias alimentares curtas. Isto é, alimentos como os pepinos da horta da vizinha ou o peixe pescado nas praias da nossa costa, devem

Hoje trago mais uma receita de Brigadeiros Saudáveis  bastante versátil. Isto porque pode ser apresentada como um “Snack pré-treino” pela sua densidade energética, como uma em substituição dos típicos brigadeiros que encontramos sempre nas festas e jantares entre amigos e família, ou ainda pode ser um docinho para aqueles dias chatos em que estamos enfiados em casa e ficamos com uma vontade enorme de “comer coisas doces”. Estes brigadeiros são uma boa fonte de energia, ricos em fibras, anti-oxidantes, vitaminas e minerais provenientes dos super alimentos que contêm. Ora vejamos: Ingredientes 16 tâmaras 4 colheres de sopa de flocos de aveia integrais 12 amêndoas 1 colher de sopa de sumo de limão 3 colheres de sopa de coco ralado Propriedades Tâmara - muito rica em fibra, vitaminas e minerais benéficos para a saúde e o seu elevado teor de açúcar pode servir de adoçante natural a várias receitas, como é caso das bolinhas energéticas. Aveia - excelente fonte de energia por ser um hidrato de carbono complexo e que faça uma libertação prolongada de energia. Amêndoa – um dos frutos secos mais saudáveis, rico em anti-oxidantes, proteínas e fibra. Limão – poderoso anti-oxidante e rico em Vitamina C Coco - os níveis elevados de gordura deste alimento devem-se à presença de importantíssimos ácidos gordos , nomeadamente o ácido Laurico com propriedades benéficas ao nosso organismo, para além de ser rico em flavonoides,  fibras e sais minerais. Valores Nutricionais Tabela Energética dos Brigadeiros Alimentos Quantidade Peso (g) Hidratos de Carbono (g) dos quais Açucare Simples (g) Fibra (g) Proteínas (g) Lípidos (g) dos quais Saturados (g) Total de Energia (kcal) Tâmaras 16 128,0 96,0 81,0 10,2 3,1 0,5 0,0 361,0 Aveia 4 colheres de Sopa 60,0 34,2 0,4 5,7 7,5 4,2 0,8 216,0 Amêndoas 12 12,0 2,4 0,6 1,4 2,6 6,1 0,5 69,4 Coco 3 colheres de sopa 45,0 3,9 1,1 0,2 0,1 0,0 0,0 11,3 Total  10 Brigadeiros 136,4 83,1 17,5 13,3 10,8 1,3 657,6 1 Brigadeiro 25 13,6 8,3 1,8 1,3 1,1 0,1 65,8 Receita Juntar as Tâmaras, a Aveia, as Amêndoas e o Sumo de Limão no processador e triturar até obter a consistência desejada para se. Fazer bolinhas com a mão. Num prato colocar o coco ralado e fazer círculos com as bolinhas envolvendo-as no coco até ficarem cobertas. Levar ao frigorífico.   Agora basta deixar numa caixinha no seu frigorífico e acompanhar com o café antes do treino, levar para uma festa ou simplesmente atacar quando sentir a vontade de doces. Experimentem e Partilhem!!  

Decidi começar a fazer o meu próprio pão e a primeira receita inventada resultou num pão de alfarroba que combina com qualquer coisa, tanto doce como salgado, por não apresentar um sabor intenso e forte. Eu adorei e por isso partilho a receita: 2 ovos 2 colheres de sopa de queijo quark 1 colher de sopa de farinha de Alfarroba 3 colheres de sopa de farinha de Arroz 1 colher de sopa de Sementes variadas 1 colher de sobremesa de fermento Processo: Bater os ovos, misturar o resto dos ingredientes e adicionar o fermento no final. Colocar no forno pré-aquecido a 180º e deixar mais ou menos 20 minutos. Definitivamente vou começar a fazer o meu próprio pão em casa. Estas quantidades deram-me para um pão que me vai chegar para uma semana. Espero em breve partilhar mais receitas de pão assim!! Experimentem e partilhem comigo! Se gostaste desta receita, experimenta também a minha receita de Crepe de Espinafres!

Esta receita de crepe saudavel de espinafres foi feita para duas pessoas e serviu muito bem para um óptimo jantar, antecedido claro, de uma bela Sopa de Tomate. Então, a receita dos crepes é a seguinte: 150g de Espinafres frescos (cozinhados) 2 ovos 100g de Farinha de Centeio -Misturar tudo e levar à frigideira (coloquei uma colher de chá de óleo de coco) , dividindo a massa em dois grandes crepes. Receita do recheio para os dois crepes: Puré de bróculos - 4 bróculos cozidos e triturados Carne de perú picada - Mais ou menos 50 g 1 tomate picado 1 queijo fresco (fatiar e dividir pelos dois crepes) Servir com uma boa salada, a minha era de rúcula e tomate cherry! Bom apetite! Se gostaste desta receita experimenta também as Panquecas com farinha de grão!  

Guarda já esta receita de tartelete de alfarroba! Já estou em Portugal e já tenho acesso a todo um mundo de alimentos. Somos mesmo sortudos e só damos valor aquilo que temos, quando não o temos. Clássico! Então, com aquilo que já tenho, já posso inventar e inovar um pouco as receitas que quero muito partilhar com vocês de forma a inspirar-vos a terem uma alimentação saudável, de forma fácil e sempre saborosa. Hoje trago a receita do meu pequeno almoço pós-treino, uma Tartelete de Alfarroba e Baunilha: 20 g de farinha de alfarroba 15 g de whey sabor a baunilha 25 ml de claras 30 ml de bebida vegetal Como fazer? Fácil!! Misturar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea e levar ao microondas 2 minutos numa forma à escolha. Para enfeitar ainda adicionei uma colher de queijo quark, uma colher de manteiga de amendoim , morangos e cerejas ! Experimentem e Partilhem comigo se fizerem esta tartelete de alfarroba!