Almoços e Jantares

Está a chegar o Natal, o convívio à mesa em família que sabe tão bem. Normalmente, poucos se queixam do bacalhau, mas a verdade é que é sempre bom inovar e mostrar novas sugestões à família. Principalmente aos mais novos. Por isso, este ano, trago-vos esta receita de hambúrgueres de bacalhau que tanto serva para o Natal como para uma entrada de um convivo de amigos. Serva como prato ou como snack. Vâ a receita em vídeo no meu instagram e se a recriares não te esqueças de me mostrar ✨? Ah, e Feliz Natal! Ingredientes: 400g de bacalhau desfiado PESCANOVA 100g de farinha de aveia Coentros qb Cebolinho qb Sal e pimenta 1 colher de sopa de azeite 1 ovo Processo: Começa por descongelar o bacalhau. Depois disso, com a ajuda de um escorredouro, retira-lhe a água em excesso. Num processador de alimentos junta o bacalhau desfiado, descongelado e escorrido com os restantes alimentos e tritura tudo até obteres uma massa homogénea. Depois disso, coloca um fio de azeite num frigideira anti aderente e com a ajuda de duas colheres faz pequenos montes da frigideira e com os dedos molhados achata-os para que ganhem a forma de hambúrgueres. Tapa a frigideira e deixa os hambúrgueres cozer, entre de 5 a 10 minutos de cada lado , a lume médio baixo.

Hoje trago uma receita tipicamente peruana: Tiradito! Já conhecias? Já todos, certamente, ouviram falar ou até já provaram o ceviche. Pois bem, o tiradito é uma espécie de ceviche mas em vez do peixe ser cortado aos cubos, é cortado às fatias. O Tiradito que vos trago é um Tiradito de Salmão - com os medalhões de Salmão Pescanova - com um molho de limão, piri-piri e gengibre. O Salmão é um dos meus peixes favoritos e por mim, comia todos os dias. Mas já sabem que sou a favor de uma alimentação variada, pelo que não seria muito congruente se o fizesse!  O melhor deste peixe, é a sua versatilidade e as mil formas que o podemos consumir. Fiquem com mais uma: Ingredientes: 1 Medalhão de Salmão Pescanova2 limões1 colher de sopa de molho de soja1 colher de sopa de azeite1 colher de chá de gengibre em pó (ou gengibre fresco ralado)1 colher de chá de malagueta moída1/2 dente de alhoSal qbPreparação:O segredo deste prato está no corte do peixe. Deve-se retirar do congelador o salmão e cortar fatias muito finas enquanto ainda congelado, com uma boa faca bem afiada. Distribuir as folhas de peixe numa travessa a marinar com sumo de um limão, uma colher de sopa de molho de soja e uma pitada de sal, durante cerca de 30 minutos enquanto descongela. Enquanto isso, prepara-se o molho que acompanha o prato: Numa liquidificadora, juntar sumo de um limão, uma colher de sopa de azeite, uma colher de chá de gengibre em pó, uma colher de chá de malagueta moída e 1/2 dente de alho. Servir o tiradito com o molho por cima, como entrada ou numa bowl com outros alimentos.

Na viagem que fiz ao Sri Lanka, trouxe um saco cheio de especiarias. Toda a gente me falava que o caril da Ilha era o melhor que alguma vez ia experimentar. E, sem dúvida, que é verdade! Assim, não podia vir e não trazer comigo para Portugal. Trouxe para mim, para a minha família e para os meus amigos. Mas entre tantas entregas, acabei por ficar com caril para o ano inteiro em casa ehehe

Esta foi uma das marmitas cá de casa durante a semana passada. Acompanhei com esparguete integral. Guarda já a receita que podes utilizar também para uma lasanha vegetariana por exemplo ⠀⠀INGREDIENTES: ⠀ 200 g de lentilhas cozidas (usei verdes e laranjas)⠀ 200 g de tomate pelado ⠀ 1/2 cebola roxa⠀ 1/2 cabeça de alho⠀ 1 folha de louro⠀ Azeite ⠀ Sal e Pimenta ⠀ 1 colher de chá de pimentão doce ⠀⠀O primeiro passo seria lavar a e cozer as lentilhas (que se procede rapidamente), mas eu já tinha as lentilhas cozidas e prontas a usar no meu frigorífico (aliás, até congelei algumas!). ⠀Depois basta cortar a cebola roxa em meias rodelas e colocar numa frigideira com um fio de azeite e 1/2 cabeça de alho cortada também às rodelas. Deixe cozinhar e junta a folha de louro. Depois adiciona o tomate pelado e também as lentilhas. Em lume médio, envolve bem o preparado, tempera com o sal, pimenta e o pimentão doce e tapa. Deixa cozinhar entre 5 a 10 minutos. ⠀⠀Depois disso, podes servir com o que quiseres. Eu gosto de esparguete integral mas também podias ter utilizado massa de arroz ou até zoodles Ou então guardar para futuras confecções! ⠀

Hoje começa Setembro, hoje começa o o nosso desafio Quem está connosco neste #setembrosemcarnept? ‍♀️Esta receita serve 4 pessoas e muito possivelmente ainda ficam com recheio de sobra para fazerem mais uns pratos de Chilli a acompanhar com arroz, por exemplo Ingredientes: 200g de feijão preto 200g de feijão Catarino 1 pimento vermelho 1 talo de Aipo 1 Cenoura 1/2 malagueta picada 200g de Polpa de Tomate 20g de nozes 2 Batatas doce Coentros qb Sal e pimenta qb Azeite Preparação: 1 - O ideal desta receita seria começar por preparar as leguminosas em casa - o feijão preto e o feijão catarino - lavar, demolhar (pelo menos 8h) e cozer (com a alga kombu ou umas rodelas de gengibre); 2- Lavar bem as duas batatas, cortar ao meio e colocar as quatro metades num tabuleiro de ir ao forno entre 45 a 60 minutos a 180º; 3- Enquanto isso, ralar a cenoura, cortar o pimento vermelho em pequenos cubos, laminar o aipo - e juntar tudo na frigideira com um fio de azeite, sal e pimenta qb mais a polpa de tomate - deixar a cozinhar cerca de 10 minutos em lume médio-baixo; 4 - Adicionar os feijões, meia malagueta picada e deixar a cozinhar mais 5 minutos; 5 - Dividir o preparado em dois e triturar metade - com a varinha mágica ou com um liquidificador - adicionando água se necessário para ser mais facilmente triturado; 6 - Juntar a pasta obtida à outra metade ainda na frigideira e deixar a cozinhar mais 2 minutos; 7- Desligar o fogão e adicionar as nozes, grosseiramente picadas; 8- Retirar as batatas do forno e deixar arrefecer; 9- Com uma colher, escavar as batatas e retirar a polpa - conservar e utilizar posteriormente ou esmagar e juntar ao preparado; 10 - Rechear as metades das batatas com o chilli e servir com coentros picados por cima; Por dose (sem a polpa da batata), esta receita tem cerca de 38g de Hidratos de Carbono , 10g de Proteína e 6g de Gordura. O teor proteico da receita pode ser aumentado com 2 ovos cozidos e picados, servidos com o recheio por cima das batatas quando adicionarem também os coentros Agora, corram para o Instagram da @laranja.lima.nutricao que tem uma receita de Hambúrgueres de Lentilhas para partilhar com vocês Para além destes Hambúrgueres, o Instagram da Ana está recheado de excelentes receitas que podem fazer durante este mês Ela é das pessoas que mais me inspira

Se um amigo estrangeiro vos viesse visitar a Portugal, qual era o prato/ingrediente que obrigatoriamente vocês o aconselhariam a experimentar? Exatamente, Bacalhau! Eu adoro bacalhau e é sempre um prato que faço em minha casa para os meus amigos de fora, e de cá, claro! Desde criança me lembro da minha avó cozinhar o Bacalhau à Zé do Pipo sempre que os meus tios, que vivem no Brasil, nos vinham visitar. É uma receita que me lembra muito, por isso, a minha família completa reunida à volta da mesa.  Assim, quando comecei a cozinhar na minha casa, para amigos estrangeiros e não só, foi um prato que decidi reinventar e eis que surgiu: Bacalhau à Zé da Nutri!  Com uma versão mais saudável da maionese, recriei a típica receita de Bacalhau à Zé do Pipo usando os lombos de bacalhau da Pescanova.  Ingredientes: 2 lombos de Bacalhau Pescanova 800 gr Batata  300 ml Leite magro  2c. sopa Azeite  2 Cebolas  3 dentes de Alho  folha de Louro  10 Azeitonas Pretas Descaroçadas  Noz-Moscada  Sal e Pimenta  Maionese: 4 unidades de ovo (cozidos)  2 dentes de alho 1 unidade de cebola pequena picada  1/2 unidade de limão espremido sal a gosto  leite magro – até obter o ponto pretendido  Preparação Maionese: No liquidificador colocar todos os ingredientes à exceção do leite e, sem parar de bater, adicionar o leite, aos poucos, até dar o ponto pretendido.  -  Preparação: Começar por cozer o bacalhau Pescanova e as batatas: Usar 800g de batatas descascadas e cortadas numa panela com água, tempere com sal e deixe cozer entre 10 a 15 minutos. Cozer os 2 lombos de bacalhau Pescanova num tacho com 300 ml de leite, durante 5 a 7 minutos.  Quando as batatas estiverem cozidas, esmagar até obter um puré. Adicionar aos poucos o leite que foi usado para cozer o bacalhau e temperar com noz-moscada, juntar 2 colheres de sopa de azeite, e envolver. Reservar o puré. De seguida, cortar as cebolas em fatias, e levar a uma frigideira com azeite. Acrescentar também 3 dentes de alho picados, sal, 1 folha de louro, pimenta, e o leite que sobrou da cozedura do bacalhau.  Enquanto a cebola coze, fazer a maionese. Com a maionese pronta, ligar o forno a 200ºC e colocar tudo num tabuleiro: o bacalhau ao centro, a cebola e os alhos por cima, e o puré à volta. Cobrirtudo com a maionese, e dispor azeitonas pretas descaroçadas, antes de levar ao forno a gratinar, durante 15 minutos.

Não sei se vocês são como eu, mas sabem o que adoro nos pratos? Aquela textura crocante em contraste com uma mais suave, como a dos medalhões de pescada Pescanova, e que nos faz querer continuar a comer.  Assim, criei esta receita simples de fazer, graças à rápida cozedura destes medalhões que basta colocarem no micro-ondas, seguindo as instruções que estão na embalagem. Enquanto isso, criam uma crosta saborosa e elaboram todo um prato gourmet e apelativo ao olhar e paladar. Parece-vos bem? Então, vamos lá:  Ingredientes: 2 medalhões de pescada Pescanova 200 g de espinafres cruas 1 dente de alho 1 colher de sopa de azeite Sal e pimenta qb 10g de farinha de linhaça e 10g de farinha de amêndoa Azeitonas pretas Preparação: Começar por descongelar os medalhões de pescada Pescanova. Na mesma frigideira, cozer os espinafres com um fio de azeite e com o dente de alho esmagado. Quando os medalhões de pescada Pescanova estiverem descongelados, cozer em água a ferver ou cozer no micro-ondas durante 5 minutos. Depois disso, cobrir uma das faces com a mistura de farinha de linhaça e farinha de amêndoa e levar à frigideira com um fio de azeite até dourar na face coberta.Quando estiver pronto, colocar por cima da cama de espinafres (previamente salteados com um alho e azeite) e decorar com azeitonas pretas.

Quando dou consultas, no final há sempre tempo para partilhar algumas receitas com os meus clientes. E uma que partilho sempre, é esta que hoje partilho também com vocês: Bacalhau à Brás.  É nesta altura, quando digo o nome da receita, que eles me perguntam “Mas isso posso?”. Digo sempre “nós podemos tudo, desde que em equilíbrio”. Se adoramos a versão original, com as batatas fritas, de vez em quando não há mal. No entanto se quisermos fazer e comer com mais frequência, porque não reinventar e dar uns ajustes?  Assim sendo, fica aqui a minha versão saudável de Bacalhau Pescanova à Brás que podem fazer para os vossos almoços e jantares semanais.  Ingredientes:  400 g bacalhau desfiado Pescanova;  3 cenouras;  2 courgette;  1 cebola roxa;  3 ovos batidos;  1 c.chá cominhos em pó;  1 molho coentros;  Azeite, q.b. Azeitonas (opcional - para decoração)   Preparação:  Começar por cortar as cenouras e a courgette em palitos finos (eu usei o ralador para o efeito).  Aquecer uma frigideira grande com um pouco de azeite e saltear a cebola, cerca de 2 minutos.  Acrescentar os legumes aos palitos, os cominhos e deixar cozinhar cerca de 3 minutos.  Juntar o bacalhau desfiado Pescanova, envolver e cozinhar mais 5 minutos, até o bacalhau estar cozinhado.  Ao fim desse tempo, escorrer todo o líquido que se possa ter formado.  Colocar o fogão no mínimo e acrescentar os ovos batidos, misturando muito bem com o preparado. Acrescentar os coentros picados, envolver, acrescentar as azeitonas ,se gostar, e servir!  

Quando me perguntam o que penso, enquanto Nutricionista, da cozinha tradicional portuguesa sobre uma cozinha saudável a resposta é sempre muito evidente: A cozinha tradicional portuguesa tem um grande influência da "Dieta Mediterrânica", que é considerada o padrão alimentar mais saudável e sustentável que existe, sendo que podemos sempre modificar algumas receitas para dar outros conteúdos nutricionais (não melhores… simplesmente, outros!) Assim sendo, partilho com vocês esta receita de pasteis de bacalhau com batata doce e que são uma ótima opção para acompanhar uma salada ou para levar com snack para a tarde. Pasteis de Bacalhau com Batata Doce (serve 2 pessoas) 1 Posta de Bacalhau Pescanova (233g)2 batatas doces médias (160g)1 ovo médio (60g)Sal, salsa, pimenta preta q.b.½ cebola picada (150g) Preparação: Cozer as batatas doces em água por 15 minutos. Deixar arrefecer e retirar a pele. Cozer a posta de bacalhau Pescanova. Levar todos os ingredientes ao processador e fazer pequenos montes num tabuleiro de ir ao forno coberto com papel vegetal. Assar os pastéis no forno durante 15/20 minutos ou até tostar. NOTA: Para ficarem mais rijos, pode adicionar 1 ou 2 colheres de sopa de farinha de aveia. Alimentos Hidratos de Carbono (g) dos quais Açucare Simples (g) Fibra (g) Proteínas (g) Lípidos (g) dos quais Saturados (g) Total de Energia (kcal) Total 47,4 14,4 6,9 59,9 8,4 2,3 504,3

Um dos truques para surpreender amigos quando vão lá almoçar ou jantar a casa é dar nomes especiais às comidas “básicas” que faço. Um exemplo disso é esta receita que hoje partilho com vocês e que não é nada mais do que a junção de um pseudo-cereal (quinoa), um vegetal (abóbora) e uma rica fonte de proteína (medalhão pescnova). Fica uma receita divinal e que ainda ganha um sabor extra com o seu nome bonito “Abóbora manteiga recheada com quinoa e medalhões” , o que vos parece? O toque das sementes de sésamo e gengibre, para além de nutritivo, ainda a tornam mais gourmet, eheh. Abóbora manteiga recheada com quinoa e medalhões (serve 2 pessoas) 2 medalhões Pescanova (2 x 100 g) ½ abóbora manteiga (170g) Quinoa cozida (100g) Sementes de sésamo (10g) Sal, pimenta e azeite qb 1 colher de chá de gengibre (5g) Preparação: Comece por cortar a metade da abóbora manteiga ao meio leve essas a ferver em água durante 10 minutos. Depois, tempere com um fio de azeite, sal e pimenta e coloque no forno cerca de 15 minutos. Enquanto isso, descongele e salteie em azeite os medalhões e coza a quinoa com 1 colher de chá de sal. Assim que a quinoa tiver cozida, retire as abóboras do forno, retire o seu interior e preencha com quinoa cozida e coloque os medalhões por cima com sementes de sésamo e polvilhe o gengibre em pó. Leve novamente ao forno até as sementes de sésamo tostarem e os medalhões ficarem dourados. Alimentos Hidratos de Carbono (g) dos quais Açucare Simples (g) Fibra (g) Proteínas (g) Lípidos (g) dos quais Saturados (g) Total de Energia (kcal) Total 82,7 11,2 12,5 47,9 17,6 3 666