dietas jejum Tag

A privação da comida durante um período de tempo é um método que está hoje bastante presente em algumas dietas, mas afinal quais são os benefícios do jejum? Hoje venho escrever sobre o Jejum, não numa preservativa apologista a certas dietas alimentares, mas sim apenas para esclarecer quais são os seus benefícios e porque é que o pratico duas vezes durante o ano. Amanhã é um dia especial para a Igreja Católica, é a Quarta-feira de cinzas, o primeiro dia de 40 que perfazem a Quaresma, o período de preparação da Páscoa. Esta quarta-feira podia ser um dia como os outros, mas o facto de ser chamada de cinzas só por si torna-a especial. É um dia que a Igreja propõe a todos os católicos a “Lembrarem-se que são pó e que ao pó voltarão”. O que é que na prática significa? Perceber a fragilidade da condição humana, perceber o quão facilmente somos corrompidos por coisas alheias, sejam elas preguiça, luxos, maldades, mas também vícios que podem trazer consequências más para o nosso corpo e mente . Por isso neste dia, a Igreja Católica convida todos os católicos a jejum e abstinência não só física mas espiritual também – para limpar o corpo e alma! Está mais que provado que há benefícios neste jejum, a nível espiritual porque nos deixa mais abertos para as pessoas à nossa volta, mas também a nível físico porque limpa e renova o nosso organismo! Sendo eu Católica, decidi que poderia fazer uma pesquisa para vos mostrar alguns destes benefícios físicos que o jejum pode trazer quando praticado esporadicamente: 1- Queima de gordura: Quando jejuamos, os níveis de insulina descem e os níveis da hormona somatrotrofina (hormona do crescimento) aumentam, levando a uma maior oxidação de gordura. (Fontes: 1 ,2, 3) 2- Reparação Celular: Aquando em jejum as nossas células iniciam processos de reparação celular, levando, por exemplo, a uma regulação positiva da autofagia de neurónios- (Fonte: 4) 3- Expressão genética para proteção contra doenças: Há estudos que demonstram uma mudança benéfica na expressão de alguns genes e moléculas, relacionadas à longevidade e proteção contra doenças. (Fonte: 5, 6) 4- Resistência à Insulina: O jejum pode ajudar na redução da resistência à insulina, a hormona que baixa os níveis de açúcar do sangue. (Fonte: 7) 5- Stress oxidativo e processo de Inflamação: O jejum pode ajudar a reduzir o stress oxidativo e inflamação no organismo. Isto pode ser benéfico para a redução do processo de envelhecimento e para